quarta-feira, 6 de abril de 2011

Os Segredos da Mente Milionária







PRINCIPIO DE RIQUEZA

Pensamentos conduzem a sentimentos.
Sentimentos conduzem a ações.
Ações conduzem a resultados.
O modelo financeiro de uma pessoa consiste numa combinação
dos seus pensamentos, dos seus sentimentos e das suas ações em
questões de dinheiro.
Como se forma, então, o modelo de dinheiro? A resposta é simples.
Ele se constitui fundamentalmente da informação ou programação
que a pessoa recebeu no passado, sobretudo quando era criança.
Quais foram as fontes primárias dessa programação ou
condicionamento? Para a maioria de nós, a lista inclui pais, irmãos, amigos,
figuras de autoridade, professores, líderes religiosos mídia e cultura
para mencionar alguns elementos.
Vejamos a cultura. Sabemos que algumas sociedades têm formas
próprias de pensar sobre o dinheiro e de lidar com ele, enquanto
outras fazem isso de um modo diferente. Você acredita que a criança
já sai do ventre da mãe com as atitudes formadas em relação ao
dinheiro ou que ela é ensinada a lidar com ele? Acertou: toda criança
é ensinada a pensar e agir no que diz respeito às finanças.
O mesmo vale para você, para mim e para todas as pessoas.
Fomos ensinados a pensar e agir de determinada maneira no que
se refere ao dinheiro. Esses ensinamentos se transformaram no
condicionamento, que são todas as respostas automáticas que
nos conduzem ao longo da vida. A menos, é claro, que sejamos
capazes de intervir e rever os arquivos de dinheiro que temos
na cabeça. É exatamente isso o que você fará ao longo da leitura
deste livro e o que venho ensinando a milhares de pessoas nos
meus seminários.
Eu disse que pensamentos conduzem a sentimentos, sentimentos
Conduzem a ações e ações conduzem a resultados. Nesse ponto surge
25
uma pergunta interessante: de onde vêm os seus pensamentos? Por
que você pensa de modo diferente das outras pessoas?
Os seus pensamentos têm origem nos arquivos de informação
que você guarda nos compartimentos de armazenagem da sua
mente. Mas de onde parte essa informação? Da sua programação
passada. É verdade, o seu condicionamento determina todos os
pensamentos que surgem na sua mente. É por isso que ele costuma ser
chamado de mente condicionada.
Para incluir esse entendimento, o Processo de Manifestação pode
agora ser ajustado da seguinte maneira:
P > P > S > A = R
A sua programação conduz aos seus pensamentos; os seus
pensamentos conduzem aos seus sentimentos; os seus sentimentos
conduzem às suas ações; as suas ações conduzem aos seus resultados.
Mudando a programação, você dá o primeiro e indispensável
passo para modificar os seus resultados.
E como ocorre o condicionamento? Ele se estabelece de três
maneiras principais em todos os campos da vida, inclusive no do dinheiro:
Programação verbal: o que você ouvia quando era criança?
Exemplo: o que você via quando era criança?
Episódios específicos: que experiências você teve quando era criança?
Como é muito importante que você entenda os três aspectos do
condicionamento, vou analisar cada um deles mais a fundo. Na parte 2,
você aprenderá a se recondicionar para obter riqueza e sucesso.
A primeira influência: programação verbal
Na sua infância, que frases você ouvia a respeito de dinheiro,
riqueza e pessoas ricas?
26
provavelmente algo como: o dinheiro é a fonte de todo mal, poupe
para os dias ruins, os ricos são gananciosos, os ricos são criminosos, os
ricos são desonestos, você tem que dar duro para ganhar dinheiro, não
se pode ser rico e espiritualizado ao mesmo tempo, dinheiro não nasce
em árvore, o dinheiro fala mais alto, os ricos ficam cada vez mais ricos
e os pobres cada vez mais pobres, isso não é para o nosso bico, nem todo
mundo pode ser rico, nunca se tem o bastante e a infame frase não
temos dinheiro para isso.
Na minha casa, toda vez que eu pedia dinheiro ao meu pai, ele
respondia aos brados:
- Você acha que eu sou feito de quê? De dinheiros?
Rindo, eu dizia:
- Até que seria bom. Eu pegaria um braço, uma perna e até
mesmo um dedo seu.
Ele nunca riu.
Esse é o problema. Todas as frases que você ouviu sobre dinheiro
quando era criança permanecem no seu subconsciente como parte
do modelo que governa a sua vida financeira.
O condicionamento verbal é extremamente poderoso. Por
exemplo, um dia meu filho lesse, que na época tinha três anos de idade,
veio correndo até mim todo animado e disse: "Papai, vamos ver o
filme da tartaruga-ninja. Está passando aqui perto." Juro que não
fazia a menor idéia de como aquele pingo de gente já podia ser um
craque em geografia. Duas horas depois, obtive a resposta ao assistir
ao anúncio do filme na televisão. A chamada final dizia: "Em cartaz
num cinema perto de você."
Tive outro exemplo da força do condicionamento verbal por
meio de um dos participantes do Seminário Intensivo da Mente
Milionária. Stephen não tinha nenhum problema em ganhar dinheiro
- a sua dificuldade era conservá-lo.
Na época em que se inscreveu no programa, ele embolsava mais de
US$ 800 mil por ano, o mesmo resultado dos nove anos anteriores.
Apesar disso, ainda passava sufoco. Stephen dava sempre um jeito
27
de gastar o dinheiro, emprestá-lo ou perdê-lo em maus investimentos.
Fosse qual fosse a razão, o seu patrimônio líquido ainda era
igual a zero.
Ele me contou que, quando era garoto, a sua mãe costumava dizer:
"Os ricos são gananciosos. Eles lucram com o suor dos pobres. A
gente deve ter o suficiente para viver. Mais do que isso é cobiça."
Ninguém precisa ser um Einstein para perceber o que se passava no
subconsciente de Stephen. Não era de admirar que ele estivesse
quebrado, pois fora verbalmente condicionado pela mãe a acreditar que os
ricos são gananciosos. Conseqüentemente, a sua mente ligava as
pessoas ricas à ambição desmedida, que é, evidentemente, má. Como ele
não queria ser mau, o seu subconsciente lhe dizia que não podia ser rico.
Stephen amava a mãe e não queria que ela o desaprovasse. É
óbvio que, pelo sistema de crenças dela, ele não teria a sua aprovação
se ficasse rico. Assim, a única coisa que podia fazer era livrar-se de
todo o dinheiro que excedesse o estritamente necessário para o seu
sustento - de outra forma estaria sendo ganancioso.
Você deve estar pensando que, entre possuir riqueza e ter a
aprovação da mãe ou de quem quer que seja, a maioria das pessoas
escolheria ser rica. Nem pensar. A mente humana não funciona
assim. É claro que o dinheiro parece ser a escolha lógica. Mas, quando
o subconsciente tem que optar entre a lógica e as emoções
profundamente enraizadas, as emoções quase sempre vencem.

PRINCIPIO DE RIQUEZA

Quando o subconsciente tem que optar entre a
lógica e as emoções profundamente enraizadas,
as emoções quase sempre vencem.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Favor Se Cadastrar Para Comentar. Não Use Palavras de Baixo Calão, Não Ofenda Ninguém. Não Faça Racismo. Obrigado